''Verão da lata'' aconteceu mesmo ou foi só um delírio coletivo?

Sem sombra de dúvidas que aconteceu! hahaha não é só um conto maconhístico!



Alguns verões são inesquecíveis, mas outros merecem ficar para a eternidade e pra sempre serem lembrados. Você já ouviu falar sobre o famoso “Verão da Lata” que rolou entre os anos de 1987 e 1988?


Pode parecer papo de “sequela”, mas aconteceu!! Em diversas praias das regiões sul e sudeste do Brasil começaram a aparecer latas de maconha da melhor qualidade, a história começou a ganhar destaque nas páginas policiais e principalmente, no imaginário popular. Tudo começou quando o navio cargueiro Solana Star partia da Tailândia rumo aos EUA. Durante a viagem, a embarcação passou por tempos ruins em alto mar e precisou fazer uma parada na costa brasileira para realizar reparos. O navio traficava cerca de 22 toneladas de maconha, embaladas a vácuo, numa lata metálica semelhante as de leite em pó.


Antes de atracar no Brasil, em terra firme nos EUA, um integrante da quadrilha foi preso e fez uma espécie de “delação premiada”. Então, comunicaram ao Brasil que o navio estava prestes a chegar e a Polícia Federal junto com a Marinha tentaram localizar a embarcação com as drogas, mas não acharam nada nos pontos indicados pela Agência norte-americana.



A fita foi que os tripulantes do Solana Star avistaram o enquadre brasileiro e despejaram o flagrante no mar (cerca de 15 mil latas), eles aparentemente conseguiram despistar, exceto pelo detalhe de que, ao invés de afundar, as latas boiaram, e começaram a aparecer uma a uma. As latas recheadas com aproximadamente 1,5 kg de maconha, de excelente qualidade, começaram a chegar ao litoral e causou uma “corrida a lata” entre curiosos e autoridades. No início, muitos desacreditavam dizendo ser papo de maconheiro, mas depois do fato se confirmando, toda a situação ganhou mídia, repercussão nacional e até internacional.



Saindo das páginas policiais, imaginários populares, e o sonho disso voltar acontecer, você já se perguntou qual o impacto econômico e cultural que esse verão trouxe ao Brasil? Antes, um dado importante a se trazer, de 15 mil latas a polícia só apreendeu aproximadamente 3 mil, o resto ficou em posse da população. A cidade de Ubatuba recebeu uma grande quantidade dessas latas sendo a maioria capturadas por banhistas e pescadores. Há relatos que o Verão da Lata transformou a vida de muitas pessoas, que “fizeram muito dinheiro” com a venda das latas. De certa forma, isso revolucionou a economia loca, além de ter transformado em balneário turístico.



Segundo os relatos de moradores da Prainha - Rio de Janeiro, no vídeo de Petrucio Linhares denominado “verão da lata” o poder de compra de toda a comunidade aumentou, casas, carros, comércios, lojas foram frutos desse verão. Soma-se todo esse valor econômico ao valor cultural que a época produziu, músicas, camisetas, bandas, publicidades, documentários nacionais e internacionais, livros, etc!! É valido lembrar que o verão que marcou toda uma geração aconteceu no início do processo democrático, fim do período militar, ou seja, o país estava abalado economicamente. Neste contexto vários pensadores trazem a ideia da liberação como fonte econômica, não só na comercialização mas pela possibilidade da planta ser usada economicamente em diversos ramos da economia (medicamentos, indústria têxtil, agricultura).


Alguns países inclusive, já adotaram a liberação como forma de retomada econômica frente a pandemia e estão surpresos positivamente com os resultados. E se na época do verão da lata o estado ao invés de decretar guerra as drogas, um fracasso até os dias atuais, tivessem interesse em monetizar junto com os moradores e legalizar junto a todo o povo brasileiro, quanto economicamente teríamos arrecadado? Nunca saberemos...


Olhar para o passado desejando o futuro, é ter a possibilidade de contar outras histórias, por isso o verão da lata não pode ser esquecido. Mas precisamos olhar pra ele com outros olhos, olhos que não avistam o proibicionismo, olhos que aceitam que nossas praias, cidades e praças estão cheias de Dealers com maconha de qualidade duvidosa, então por que não, olhos que avistam criações de leis e legalizam acordos de uso e de venda, garantindo recursos econômicos para o pais e em contra partida nos devolvendo em saúde, cuidado, cultura e bem estar!


Gostou da leitura? Deixe seu comentário! Compartilhe com amigos.



Leia mais em: https://pantheon.ufrj.br/handle/11422/8124


https://oglobo.globo.com/rio/verao-da-lata-completa-30-anos-deve-virar-mais-um-filme-22207768


https://history.uol.com.br/noticias/entenda-exatamente-o-que-aconteceu-no-verao-da-lata-uma-historia-real-inacreditavel-e-ainda





Autor: Fernando Guzzo

Estudante de Psicologia

Redutor de danos

159 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo