''Maconha medicinal'' e ''maconha recreativa'' são plantas diferentes?


(Imagem postada no Instagram)


Não é de hoje que tentam nos empurrar goela a baixo que ‘’maconha medicinal’’ não é a mesma planta da ‘’maconha recreativa’’, às vezes até usam somente a nomenclatura CBD para definir a ‘’cannabis medicinal".


Mas no ano passado (2019) as coisas foram mais além. O Conselho Federal de Medicina (CFM) junto com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) publicaram um documento (decálogo sobre a cannabis) alegando uma série de críticas à Cannabis, justificando os porquês que apenas uma (CBD) das inúmeras substâncias presentes na planta está sendo investigada. Com o objetivo de comprovar se é ou não medicinal.


Para delimitar o que é e o que não é medicinal é preciso assumirmos que este termo não é tão simples quanto parece, e que, por trás dessas delimitações existem jogos de poderes/interesses que normalmente são respaldados pela ciência. Mas que ciência? Embora atualmente essa noção seja atribuída majoritariamente à classe médica do ocidente, não foi sempre assim. As práticas de medicina indígenas e orientais por exemplo, são práticas milenares que embora não “vomitem” sobre nós uma comprovação científica positivista ocidental, coleciona grandes feitos em suas práticas “desviantes”.



Elaboramos ontem, uma experiência nos stories do nosso perfil no Instagram destinada aos usuários, onde perguntamos aos seguidores e seguidoras: ‘’maconha medicinal é?’’ E atribuímos as seguintes sugestões de resposta:

(A) Diferente da maconha recreativa;

(B) Não existe maconha medicinal;

(C) Placebo;

(D) Não sei opinar.

Do total de 3554 participantes da experiencia,1367 (48,6%) desses votaram na opção (A), 175 votaram na opção (B), 49 na (c) e 207 na última opção.


Tal resultado mostra que as pessoas tendem a diferenciar a maconha medicinal da maconha recreativa. Mas não são plantas diferentes, isso significa que não tem uma planta específica para ser usada de forma medicinal e outra de forma recreativa, mesmo que haja predominância de CBD ou THC, ainda assim o uso pode ser recreativo e medicinal, respectivamente. A diferença está no uso. Há diversas formas de uso da Cannabis (medicinal, recreativo, religioso, ritualístico, experimental e etc). Há quem diga que todos são medicinais, tema que podemos explorar mais num outro momento.



Não é errado usar o termo maconha ou cannabis medicinal, o erro está em atribuir o termo à tipos da planta. Não é só o CBD que possui potencial terapêutico, mesmo que seja a substância mais estudada pela medicina, por não ser psicoativa. Não existe planta de maconha que seja 100% CBD ou THC, há sim possibilidade de extração e isolamento da substância, mas não de forma natural.


Falando em isolar o CBD, já se sabe que há centenas de fitoquímicos na maconha, todos trabalhando atrelados para produzir seus efeitos. Sua sinergia é conhecida como o efeito entourage. Segundo o DailyCBD ‘’O efeito entourage é um termo usado para descrever a complexa interação entre todos os compostos químicos diferentes da planta de cannabis. Essa interação também conhecida como sinergia, é a ideia de que certos compostos, quando tomados juntos, produzirão efeitos maiores em combinação do que a soma de suas partes.’’



Ou seja, em alguns casos, é melhor manter os canabinoides juntos do que separá-los, por apresentarem efeitos mais eficientes. Isso não significa que é necessário que tenha que ficar chapado. Ao comprar CBD, por exemplo, você deve considerar por que precisa dele. O CBD de espectro completo inclui vários canabinoides e outros compostos da cannabis (que podem ou não incluir o THC em pequenas e altas concentrações), a fim de fazer uso do efeito entourage ao máximo.


Por fim, não pretendemos abordar nesse texto todas as nuances que envolvem essa complexa planta e seus usos, trazemos alguns pontos de reflexão, mas ainda assim se faz necessário que procure outras fontes que possam te ajudar a compreender melhor. Estamos mais preocupados com o esgotamento dessas discussões a partir de falas simplistas que sustentam o mercado farmacêutico, o proibicionismo e principalmente a guerra às drogas.

Fontes:

https://dailycbd.com/pt-br/efeito-entourage-cbd/

http://www7.bahiana.edu.br/jspui/handle/bahiana/333

https://www.abp.org.br/post/abp-e-cfm-decalogo-maconha

102 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo